Bruma de Perdição

Writing
No dia em que me viste partir, para lá da barreira que separa o viajante do habitante, um momento de desespero me envolveu. Nesses momentos tendo a fechar-me, cerrar-me num lugar escuro onde possa pensar como sair, como romper esse espaço ambíguo trilhando uma só direção. Agora, meu amor, vejo por que razão não consegui encontrar meu rumo. Como a maior parte dos perdidos, o meu caminho abrumou-se em idéias alheias.
O meu erro não foi ter partido, foi não ter onde chegar.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *